COMISSÃO DE SEGURANÇA PRIVADA DO RS

O segmento da segurança privada é um mecanismo que atua de maneira complementar aos órgãos de segurança pública e que se tornou figura indispensável no mercado brasileiro (Basicamente em decorrência da necessidade). Sendo assim, a segurança privada ganhou notoriedade, se tornou referência mundial e por conseguinte passou a integrar áreas estratégicas nas corporações. A segurança privada possuí áreas bem especificas de atuação, entre elas, se destacam a segurança patrimonial (Vigilância, Transporte de valores, escolta armada, segurança física e eletrônica), investigação corporativa, auditorias, segurança da informação, prevenção de perdas, gerenciamento de risco, entre outras...

No transporte rodoviário de cargas a atuação é ainda mais especificas e necessariamente especializada. As praticas mundias contribuíram de maneira absolutamente irrelevante, ou seja, tal especialização precisou ser construída localmente (Brasil) de maneira gradativa com base nas experiências vivenciadas a cada ação do crime organizado. 

A Comissão de Segurança Privada não possui presidente, diretores, lideres, titulos, patentes e nada do gênero, as iniciativas são geradas a partir de reuniões onde todos os participantes possuem voz ativa, sem distinções, graduações, etc.

A comissão é formada pelos principais profissionais da área de segurança privada, mas conta também com a participação de profissionais de segurança pública. Com o objetivo de promover a troca de experiências entre as diversas instituições e entidades, públicas e privadas, debatendo continuamente soluções para a prevenção e o combate ao crime de Roubo de Cargas e demais crimes relacionados por meio de ações estratégicas de inteligência, operacionais e politicas.

 

A CargoX, (http://www.cargox.com.br), é a primeira transportadora do Brasil sem frota própria, baseada em tecnologia e inovação, operando conectada em tempo real, por meio de um aplicativo próprio, a uma rede de mais de 100 mil motoristas autônomos. Lançada oficialmente em março deste ano e considerada como a “Uber dos caminhões”, a empresa é pautada pelas diretrizes agilidade, flexibilidade e qualidade na experiência do contratante do serviço, além de responsabilidade pelas cargas transportadas. A CargoX começou a ser estruturada em meados de 2015 por Federico Vega, CEO da companhia. Atualmente, atende todas as regiões do país e com crescimento médio de 57% ao mês espera faturar no primeiro ano de atuação cerca de R$ 50 milhões.

Últimas noticias
Please reload

Quem somos
|
|
|
|
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Riscos Brasil é um portal de conteúdo informativo e educativo voltado ao mercado de logística e transporte, porém com foco em Segurança e Prevenção de perdas. Tire dúvidas, busque informações e participe das nossas ações de combate a criminalidade, em especial, roubo de cargas e demais crimes associados.