RAIO X DO ROUBO DE CARGAS 

Anápolis
concentrou
cerca de 11%
dos crimes
Em Goiás a cidade alvo é Anápolis, visada devido às características geográficas e econômicas: proximidade da capital, cortada por grandes rodovias, porto seco, alto fluxo de carga e descarga de produtos, principalmente do gênero alimentício.

NO DISTRITO FEDERAL O AUMENTO FOI DE 65%

CEILÂNDIA, SAMAMBAIA E RECANTO DAS ALMAS

MINAS GERAIS

MINAS GERAIS

32% DE AUMENTO NOS ROUBOS DE CARGA

Triângulo Mineiro: fertilizantes são as cargas mais visadas
Em MG o alvo é o Triangulo Mineiro que segue em alta nas estatísticas de roubo de carga. O estado de Minas Gerais aparece em 3º lugar no ranking dos estados com o maior número de ocorrências de roubo de carga registrados no Brasil.

SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO CONCENTRAM MAIS DE 81% DOS ROUBOS

40,75% DOS ROUBOS OCORREM EM SP E 40,81% OCORREM NO RJ

Em 2018 um roubo de cargas é registrado por hora no estado de SP
De acordo com a Fetranscarga, os produtos mais visados pelos ladrões no RJ são alimentos, bebidas, medicamentos, produtos farmacêuticos, eletroeletrônicos e autopeças. Este tipo de crime virou um grave problema econômico para o estado. Em 2017 o roubo de cargas atingiu a média de 1 roubo a cada 23 minutos
Em 2017 foram registradas 10.584 ocorrências de roubo de cargas em São Paulo. O número representa pouco mais de um caso por hora. Os produtos mais visados pelos ladrões são alimentos, cigarros, eletrônicos e remédios.
Estradas que ligam a capital a região dos lagos tem aumento de 60%

NO MATO GROSSO O ROUBO DE CARGAS AUMENTOU 70% EM 2018

DE JANEIRO A JULHO O PREJUÍZO ATINGIU A SOMA DE R$ 25 MILHÕES

O Mato Grosso é um dos maiores produtores de grãos do país, e este perfil de carga oferece alto grau de dificuldade de ser rastreado, uma vez que não há número de lotes nos grãos, fator que acaba beneficiando e estimulando os receptadores deste tipo de carga.

Grãos, combustíveis e eletronicos são as cargas mais roubadas
Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp)

NO ESTADO DA BAHIA O AUMENTO FOI DE 105%

Cargas de madeira, grãos, gado e defensivos agrícolas entraram para a lista das cargas mais roubadas na Bahia, mas de acordo com a PRF, a preferência são os produtos de limpeza e alimentos.Em Vitória da Conquista, os episódios nas estradas envolvem principalmente cargas de smartphones e eletrônicos, sendo que um percentual menor é relacionado às áreas de alimentos

As rodovias mais perigosas são: BR-242, BR-116 e a BR-324. 

NO ESTADO DO PERNAMBUCO O AUMENTO FOI DE 105%

Na BR-101 Sul os pontos de atenção são Escada e Ribeirão, no trevo que dá acesso à Primavera até a divisa com Alagoas. Na BR-232, a situação é mais perigosa entre Pombos e Gravatá e na subida da Serra das Russas. O local conhecido como Trevo do Ibó, na região de Salgueiro, no Sertão, também preocupa a polícia.

Oferecimento
Atlas - Gerenciamento de Risco
Quem somos
|
|
|
|
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Riscos Brasil é um portal de conteúdo informativo e educativo voltado ao mercado de logística e transporte, porém com foco em Segurança e Prevenção de perdas. Tire dúvidas, busque informações e participe das nossas ações de combate a criminalidade, em especial, roubo de cargas e demais crimes associados.